Posted by: APO | 2 September 2015

Banco Mundial debate-se com falta de recursos financeiros


Banco Mundial debate-se com falta de recursos financeiros

LUANDA, Angola, September 2, 2015/African Press Organization (APO)/ O Vice – Presidente para o Financiamento e Desenvolvimento do Banco Mundial (BM), Von Amsberg, solicitou esta sexta – feira, o apoio dos membros do African Caucus a captação de recursos para a recomposição da Associação Internacional de Desenvolvimento (AID).

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/african-caucus.jpg

Photo 1: http://www.photos.apo-opa.com/index.php?level=picture&id=2437
(O Vice – Presidente para o Financiamento e Desenvolvimento do Banco Mundial (BM), Von Amsberg)

Photo 2: http://www.photos.apo-opa.com/index.php?level=picture&id=2438
(O Vice – Presidente para o Financiamento e Desenvolvimento do Banco Mundial (BM), Von Amsberg)

O BM para financiar o desenvolvimento de forma inteligente, precisa mobilizar cerca de USD 135 Mil Milhões em Ajuda ao Desenvolvimento (AOD). Este montante vai alavancar e captar novos investimentos público e privado.

“Temos uma grande carteira uma série de projectos em preparação que vão impulsionar o investimento privado. São estes projectos pelos quais há uma grande procura e procuramos mobilizar recursos possíveis. Há o problema do ébola, no Malawi as cheias, e também o terramoto no Nepal, por essa razão os custos de respostas para três anos já foram esgotados no primeiro ano”, argumentou o responsável do Banco Mundial durante a apresentação do tema” Opções de Financiamento para a AID”.

A recomposição recorde de USD 52,1 Mil Milhões da AID visa maximizar o impacto no desenvolvimento ao alavancar recursos públicos e privados, além do conhecimento, com resultados sólidos e eficiência a um baixo custo.

A procura de projectos regionais em África continua grande e a maioria dos recursos são comprometidos com projectos regionais de infra -estrutura.

“A forte recomposição da AID e inovações financeiras são cruciais para cumprir a agenda de transformação em África”, concluiu.

A Presidência do Grupo Africano dos Ministros das Finanças e Governadores dos Bancos Centrais junto do Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial é assumida pelo Ministro das Finanças de Angola, a primeira Vice – Presidência pelo Ministro das Finanças do Benin, a segunda Vice – Presidência pelo Ministro das Finanças do Benin, e o Ministros das Finanças do Egipto é o Secretário da organização.

Distribuído pela APO (African Press Organization) em nome da Ministérios das Finanças de Angola.

SOURCE

Ministry of Finance of Angola


Categories

%d bloggers like this: