Posted by: APO | 10 June 2015

Novartis apoia o encontro pan-africano para acelerar a erradicação da malária


Novartis apoia o encontro pan-africano para acelerar a erradicação da malária

•          Peritos em malária e líderes de mais de 35 países africanos irão reunir-se para explorar estratégias inovadoras para avançar da fase de controlo para a de erradicação da doença

•          O encontro convocado pela Novartis fomentará a partilha de melhores práticas e ajudará a catalisar ações para alcançar o novo objetivo da OMS: uma redução de 90% do flagelo da malária até 2030(1)

•          Entre as várias ameaças estão os fundos insuficientes, os primeiros sinais de resistência aos fármacos e o avanço de doenças como o ébola que poderão gorar os esforços a menos que sejam resolvidas

MAPUTO, Mozambique, June 10, 2015/African Press Organization (APO)/ A Novartis (NVS) (http://www.novartis.com) inicia hoje o 14.º Workshop anual de Partilha de Melhores Práticas para o Programa Nacional de Controlo da Malária (PNCM).  África enfrenta um impasse na luta contra a malária e este encontro será uma oportunidade para os peritos de mais de 35 países africanos discutirem a necessidade de novas ferramentas e estratégias inovadoras para alcançar a erradicação da malária.

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/novartis.jpg

Photo: http://www.photos.apo-opa.com/index.php?level=picture&id=1192
(Dr. Linus Igwemezie, Diretor da Iniciativa Novartis contra a Malária)

“Este debate não poderia vir em melhor altura. Na região da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral já nos encontramos numa fase avançada do programa de erradicação, tendo selecionado oito países desta região como pilotos para a campanha de erradicação”, disse a Dra. Nazira Abdula, Ministra da Saúde de Moçambique.

O workshop de três dias, organizado pela Novartis, com o apoio de organizações internacionais, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Fundo Mundial de Luta contra a Sida, Tuberculose e Malária, e o Consórcio da Malária, irão concentrar-se na nova “Estratégia Técnica Global e Objetivos para a Malária 2016 – 2030” da OMS, que pretende acelerar o progresso na luta contra a malária. Os dirigentes do PNCM discutirão os avanços tecnológicos feitos até à data e o modo como estas ferramentas podem ser implementadas e melhoradas para alcançar o novo objetivo da OMS de reduzir em 90% os casos de malária e a taxa de mortalidade até 2030.1

“A Novartis orgulha-se de proporcionar esta plataforma única,” disse o Dr. Linus Igwemezie, Diretor da Iniciativa Novartis contra a Malária. “Estes encontros foram concebidos para os membros do PNCM e por membros do PNCM, de modo a desenvolver novas ideias e estratégias para alcançar a erradicação desta doença mortífera.”

O encontro do PNCM acontece num momento de conjuntura crítica na luta contra a malária: a taxa de mortalidade relacionada com a doença desceu 47% mundialmente desde 20001, o que ajudou a comunidade de investigadores a perceber que a erradicação é possível. Porém, novas ameaças como a insuficiência de fundos, os primeiros sinais de resistência aos fármacos e o avanço de doenças como o ébola, poderão gorar os esforços a menos que sejam resolvidas.

O Dr. Simon Kunene, diretor do PNCM na Suazilândia, disse: “Estes encontros do PNCM são plataformas importantes para partilharmos as melhores práticas no continente e fomentarmos o progresso. O Quénia, por exemplo, fez melhorias significativas na qualidade da gestão de casos de malária desde que implementou uma nova política que exige o diagnóstico antes do tratamento. O mesmo se aplica a toda a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral que melhorou drasticamente a gestão de casos depois de normalizar os protocolos de tratamento na região. No meu país, a Suazilândia, fizemos grandes progressos rumo à erradicação da malária através de uma melhor capacidade de vigilância da doença, uma área essencial pois ajuda os diretores dos programas a concentrarem os seus recursos.”

Desde o primeiro workshop em 2006, este evento único forneceu uma plataforma para partilhar experiências e as melhores práticas no combate à malária. Vários projetos inovadores surgiram como resultado destes encontros, tais como o programa SMS for Life, que possibilita uma gestão mais eficiente de stocks em postos de saúde nas áreas rurais e o desenvolvimento do Coartem® Dispersible, a primeira terapia combinada com artemisinina especificamente criada para bebés e crianças (com 5 kg ou mais), desenvolvida em colaboração com a Medicines for Malaria Venture (MMV).

Distribuído pela APO (African Press Organization) em nome da Novartis International AG.

Assessoria de Comunicação da Novartis

Contacto central para meios de comunicação:

Liz Power

Assessoria de Comunicação Global da Novartis

+1 212 830 2466 (direto)

+1 617 583 3015

elizabeth.power@novartis.com

Nadine Schecker

Comunicações da Iniciativa Novartis contra a Malária

+41 61 696 8633 (direto)

+41 79 682 1326 (telemóvel)

nadine.schecker@novartis.com

e-mail: mailto:media.relations@novartis.com

Para aceder a conteúdos multimédia Novartis, visite www.thenewsmarket.com/Novartis

Para perguntas sobre o site ou a inscrição necessária, contacte: journalisthelp@thenewsmarket.com.

Notas para os editores

Acerca da Iniciativa Novartis contra a Malaria

A Iniciativa Novartis contra a Malaria (http://www.malaria.novartis.com) é um dos maiores programas de acesso a medicamentos da indústria farmacêutica, assente em quatro pontos fundamentais – acesso, tratamento, investigação e desenvolvimento e reforço das capacidades – a Iniciativa Novartis contra a Malária foi desenvolvida para satisfazer as necessidades dos pacientes. Tornou-se o maior programa de acesso a medicamentos na indústria da saúde, atendendo ao número de doentes assistidos anualmente. Até hoje, a Iniciativa Novartis contra a Malária entregou mais de 700 milhões de tratamentos de Coartem®, que se tornou o padrão no combate à malária, incluindo 250 milhões de antipalúdicos Coartem® Dispersible, o primeiro tratamento pediátrico de dosagem fixa contra a doença, sem lucro em países onde a malária é endémica. Nunca tantos tratamentos foram distribuídos num tão curto espaço de tempo para auxiliar as crianças que sofrem de malária.

No futuro, a Novartis está empenhada em trabalhar para a erradicação da malária, fomentando o desenvolvimento de antipalúdicos de última geração, com duas novas classes de fármacos atualmente na fase II de ensaios clínicos. Para mais informações, visite: www.malaria.novartis.com.

Declaração de exoneração de responsabilidade

Este comunicado de imprensa contém declarações de expetativas explícitas ou implícitas, que podem ser identificadas por terminologia tal como “rumar a”, “estratégias”, “objetivos”, “crescimento”, “poder”, “esforços”, “desencadear”, “fará”, “acelerar”, “progredir rumo a”, “avançar”, “empenhado”, “atualmente”, ou expressões semelhantes. Tais declarações prospetivas refletem a atual visão do Grupo quanto ao futuro e envolvem riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que poderão fazer com que os resultados sejam substancialmente diferentes daqueles projetados nas declarações de expetativas. Estas expetativas podem ser afetadas por, entre outras coisas, riscos e fatores referidos na secção de Fatores de Risco do Formulário 20-F da Novartis AG, registado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários dos EUA (US Securities and Exchange Commission). A Novartis fornece a informação neste comunicado de imprensa tal como ela existe nesta data e não se compromete a atualizá-la futuramente.

Acerca da Novartis

A Novartis (NVS) (http://www.novartis.com)  oferece serviços de saúde inovadores que dão resposta às necessidades crescentes dos doentes e da sociedade. Com sede em Basileia, na Suíça, a Novartis oferece um portefólio diversificado para melhor corresponder a necessidades como: medicamentos inovadores, saúde ocular e medicamentos genéricos que reduzem custos. A Novartis é a única empresa global com posição de destaque nestas áreas. Em 2014, o Grupo atingiu vendas líquidas de 58 mil milhões de dólares, enquanto a Investigação e Desenvolvimento ascendeu a aproximadamente 9,9 mil milhões de dólares (9,6 mil milhões, excluindo taxas de amortização e imparidade). As empresas do Grupo Novartis empregam aproximadamente 120 mil associados equivalentes a tempo inteiro. Os produtos Novartis estão disponíveis em todo o mundo em mais de 180 países. Para mais informações, por favor visite http://www.novartis.com.

Referências

(1) Organização Mundial de Saúde. Março de 2015. Malária: projeto de estratégia técnica global: pós-2015. A68/28

SOURCE

Novartis International AG


Categories

%d bloggers like this: