Posted by: APO | 16 October 2014

Novo estudo revela que milho alaranjado aumenta os níveis de vitamina A nas crianças


Novo estudo revela que milho alaranjado aumenta os níveis de vitamina A nas crianças

A insuficiência de vitamina A provoca cegueira em aproximadamente 500 mil crianças todos os anos

LUSAKA, Zambia, October 16, 2014/African Press Organization (APO)/ Um estudo divulgado na American Journal of Clinical Nutrition (revista americana de nutrição clínica) monstrou que a pró-vitamina A do milho alaranjado aumenta as reservas de vitamina A no organismo. Este milho foi produzido pelos métodos convencionais (não geneticamente modificado), de modo a possuir níveis mais elevados de betacaroteno, uma substância que o organismo transforma em vitamina A.

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/harvestplus.png

Photos: http://goo.gl/u9ygCR

Video: http://goo.gl/0KODjM

A insuficiência de vitamina A provoca cegueira em aproximadamente 500 mil crianças todos os anos e aumenta o risco de morte por doenças. Os alimentos ricos em vitamina A, como os frutos cor de laranja ou a carne, nem sempre estão disponíveis ou acabam por serem muito caros. Em muitos países, as pessoas ingerem grandes quantidades de alimentos básicos a saúde, como o milho. Na Zâmbia, as pessoas chegam a comer quase meio quilo de milho branco por dia, mas este não lhes fornece pró-vitamina A. Substituir este milho pelo milho alaranjado, que é rico em betacaroteno, poderia satisfazer até cerca de metade das necessidades diárias de vitamina A dos zambianos.

Neste estudo, elaborado para comprovar a eficácia do milho alaranjado, as crianças foram aleatoriamente colocadas em três grupos de alimentação diferentes e receberam milho branco, milho alaranjado ou um suplemento diário de vitamina A. Três meses depois, os grupos que receberam o milho alaranjado e os suplementos de vitamina A demonstraram um aumento significativo nas reservas totais de vitamina A no organismo, ao passo que no grupo que recebeu o milho branco não se verificou nenhuma alteração.

A cientista responsável, Sherry Tanumihardjo, afirmou: “ficamos surpreendidos ao verificar que a maioria das crianças do estudo já tinha reservas substanciais de vitamina A. Contudo, apesar destas reservas adequadas de vitamina A, ainda assistimos a um aumento da vitamina A provocado pelo milho alaranjado. Estou confiante de que o milho alaranjado poderá ser especialmente eficaz no aumento das reservas de vitamina A no organismo em populações com deficiência dessa vitamina.”

Na Zâmbia, o HarvestPlus (http://www.harvestplus.org) tem planos para que 100 mil agricultores passem a produzir o milho alaranjado em 2015. De acordo com Eliab Simpungwe, Gerente Local do HarvestPlus, “os consumidores receberam bem o milho alaranjado depois de o terem provado.”  O milho alaranjado também tem alto rendimento, é resistente a vírus e doenças, além de ser tolerante à seca.

Musonda Mofu, Diretor Executivo Interino da Comissão de Alimentação e Nutrição Nacional na Zâmbia e membro da equipa responsável pelo estudo, afirmou que “ainda existem muitas áreas isoladas na Zâmbia em que a deficiência de vitamina A continua a ser um problema. As abordagens com base em alimentos, como o milho alaranjado, podem fornecer às pessoas uma parcela considerável das suas necessidades diárias de vitamina A. Para nós, esta é uma abordagem econômica e segura para melhorar a nutrição.”

Distribuído pela APO (African Press Organization) em nome da HarvestPlus.

Contatos para os meios de comunicação:

Vidushi Sinha, HarvestPlus. Washington DC. v.s.vidushi@cgiar.org Tel.: +1 703-505-7438

Eliab Simpungwe, HarvestPlus, Zâmbia e.simpungwe@cgiar.org  Tel.: +260974214152

Clique aqui para obter mais informações : http://bit.ly/PRmaize

SOURCE

HarvestPlus


Categories

%d bloggers like this: