Posted by: APO | 26 June 2014

Logística 2.0 – A Realidade Aumentada transforma os processos de logística


 

Logística 2.0 – A Realidade Aumentada transforma os processos de logística

 

•          O mais recente relatório de tendências elaborado pela DHL identifica onze potenciais casos de utilização da Realidade Aumentada na logística

 

•          Os dispositivos wearable e a Realidade Aumentada permitem uma maior eficácia e velocidade, o que resulta na melhoria da cadeia de abastecimento

 

CAPE-TOWN, South-Africa, June 26, 2014/ A DHL (http://www.dpdhl.com), a fornecedora líder mundial de logística, publicou um novo estudo sobre a Realidade Aumenta na logística, que se centra nas possíveis aplicações desta tendência emergente nas diferentes fases da cadeia de abastecimento. O relatório de tendências demonstra como as atividades realizadas em armazéns, durante o transporte e na entrega final, assim como os serviços de valor acrescentado, podem ser melhorados através de dados sensoriais gerados por computador, como por exemplo, vídeos ou gráficos. O relatório de tendências foi desenvolvido pela equipa de Investigação de Tendências da DHL Customer Solutions & Innovations (inovações e soluções para o cliente da DHL), como parte integrante de um projeto de investigação em curso sobre a Realidade Aumentada na logística. A DHL planeia testar alguns dos casos de utilização criados em estudos de validação de conceito. 

O relatório está disponível online em http://www.dhl.com/augmentedreality.

 

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/dhl_logo2.jpg

 

Photo Charles Brewer: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/photos/charles-brewer-1.jpg
(Charles Brewer, Diretor-geral da DHL Express da África Subsariana)

 

Realidade Aumentada (RA) – uma visualização melhorada, direta ou indireta, de um ambiente real em direto, cujos elementos são aumentados através de informação sensorial gerada por computador – combina o real com o que é gerado por computador, adicionando camadas de informação digital, tais como sons, vídeos, gráficos ou dados de GPS, à linha de visão através da utilização de dispositivos, como, por exemplo, óculos ou smartphones. 

 

“As recentes inovações como heads-up displays (exibição de avisos projetada) nos para-brisas ou a utilização da Realidade Aumentada na reparação de veículos no sector automóvel demonstram a rapidez com que esta tecnologia se está a desenvolver e a encontrar o seu lugar em indústrias fora da área da TI. Acreditamos que a tecnologia também oferece um potencial significativo para o sector da logística e, por isso, estamos atualmente a selecionar casos para aprofundarmos a investigação”, explicou Charles Brewer, Diretor-geral da DHL Express da África Subsariana.

 

“Realizamos o transporte de mais de 2 milhões de parcelas por dia em toda a nossa rede e contamos com a mais avançada tecnologia para prestar um serviço de entrega consistente e de confiança aos nossos clientes. Estamos sempre interessados nos últimos desenvolvimentos em TI e, por isso, não é surpresa nenhuma que já tenhamos agendado estudos que nos permitam validar esta nova e entusiasmante tendência.”

 

O relatório de tendências explica resumidamente esta tendência emergente, as inovações tecnológicas e de hardware da Realidade Aumentada e como estas podem ser implementada em logística. Também fornece uma visão geral das melhores práticas em diversas indústrias. O relatório “Augmented Reality in Logistics” (Realidade Aumentada na Logística) apresenta 11 possíveis aplicações diferentes para esta indústria, entre as quais se inclui, por exemplo, a melhoria da seleção e recolha em armazéns, ao disponibilizar equipamentos como HDM (dispositivos de visualização usados na cabeça) aos funcionários, o que lhes permite selecionar o melhor percurso e o artigo correto de forma mais eficiente. A grande quantidade de informação também permitiria reduzir os erros na seleção e recolha de artigos.

 

Brewer explica que no relatório também está delineada a forma como se pode aperfeiçoar o transporte. “Os veículos de distribuição com para-brisas com realidade aumentada podem exibir informações de trânsito em tempo real, bem como outras informações importantes, tais como a temperatura da carga e avisos, diminuindo a distração do condutor.”

 

Para além do mais, os condutores e os funcionários do centro de logística podem utilizar dispositivos wearable para obterem informações cruciais sobre cada lote, tais como o seu conteúdo, peso e destino. Tal permitiria melhorar os processos de carregamento e reduzir os danos no manuseamento. Finalmente, a Realidade Aumentada também pode melhorar os serviços de manutenção e reparação disponibilizados pelos fornecedores de logística, caso os trabalhadores utilizem óculos inteligentes que forneçam instruções passo-a-passo.

 

O relatório de tendências “Augmented Reality in Logistics” (Realidade Aumentada na Logística) foi elaborado com base no abrangente Logistics Trend Radar (radar de tendências de logística), que a DHL utiliza para identificar e influenciar tendências e tecnologias relevantes para o sector da logística. O relatório está disponível online em http://www.dhl.com/augmentedreality.

 

Distribuído pela APO (African Press Organization) em nome da Deutsche Post DHL.

 

 

Contacto para meios de comunicação social:

Megan Collinicos. Diretora: Publicidade e Relações Públicas, África Subsariana

DHL Express

Tel.: +27 21 409 3613 Telemóvel: +27 76 411 8570

megan.collinicos@dhl.com

 

DHL – A Empresa de Logística para o Mundo

A DHL (http://www.dpdhl.com) é a líder mundial de mercado na indústria logística e “A Empresa de Logística para o Mundo”. A DHL aplica os seus conhecimentos especializados sobre transporte expresso internacional, frete aéreo e marítimo, transporte rodoviário e ferroviário, logística contratualizada e serviços de correio internacional em favor dos seus clientes. Uma rede global composta por mais de 220 países e territórios e com cerca de 285 000 colaboradores em todo o mundo que disponibiliza aos consumidores a melhor qualidade de serviço e conhecimento local para satisfazer os seus requisitos da cadeia de abastecimento. A DHL aceita a sua responsabilidade social ao apoiar a proteção ambiental, a gestão de catástrofes e a educação.

 

A DHL faz parte do grupo Deutsche Post DHL. O grupo gerou receitas superiores a 55 mil milhões de euros em 2013.

 

Para obter mais informações: http://www.dpdhl.com

Imagens de stock disponíveis em: http://www.dpdhl.com/en/media_relations/media_library.html

 

SOURCE 

Deutsche Post DHL


Categories

%d bloggers like this: