Posted by: APO | 24 April 2013

MSD Africa Apoia a Semana Mundial da Imunização


MSD Africa Apoia a Semana Mundial da Imunização

A Organização Mundial de Saúde pede uma maior consciencialização para os benefícios da vacinação para a saúde pública

LUCERNA, Suíça, April 24, 2013/African Press Organization (APO)/ A MSD Africa (http://www.merck.com) anunciou hoje o seu apoio à Semana Mundial da Imunização, com início a 20 de abril, uma iniciativa global anual lançada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelos seus parceiros para promover a imunização de pessoas de todas as faixas etárias através da defesa, educação e comunicação. A dependência regional africana da OMS (AFRO) lançou a Semana da Imunização AFRO de 2013 a 23 de abril para destacar a importância de proteger as pessoas na região que se encontram em risco significativo de contrair doenças que se podem prevenir com vacinas. O tema da Semana Mundial da Imunização deste ano é “Proteja o seu mundo – vacine-se.”

Logo MSD: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/merck-sharp–dohme-corp.a-subsidiary-of-merck–co.inc..jpg

Photo 1: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/photos/msd.jpg

Photo 2: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/photos/msd1.jpg

As vacinas têm tido um impacto profundo na saúde pública. Ajudam a prevenir mais de 30 doenças infeciosas comuns, embora potencialmente fatais, e a evitar incapacidades a longo prazo(1), bem como cerca de dois a três milhões de mortes por ano em todo o mundo(2). No entanto, os benefícios da imunização têm de ser alargados para além das crianças, para chegar a adolescentes e adultos e proporcionar proteção contra doenças fatais como a gripe (influenza), meningite e cancro do colo do útero.

“As vacinas ainda não chegaram a todas as pessoas no mundo que precisam delas”, afirmou a Prof. Dr. Lynette Denny, Diretora do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia do Groote Schuur Hospital/Universidade da Cidade do Cabo.

“A Semana Mundial da Imunização tem como objetivo reiterar a mensagem de que a vacinação atempada previne a doença, bem como mobilizar ações para melhorar a cobertura da vacinação para os indivíduos em risco de todas as faixas etárias a nível mundial. Isto é particularmente importante relativamente ao cancro do colo do útero, uma doença que atinge desproporcionalmente as mulheres em países em vias de desenvolvimento, onde ocorrem 76 a 86% de todos os casos(3).

Embora tenhamos tido muito êxito com a vacinação em África, ainda nos deparamos com muitos desafios. Cerca de 22,4 milhões de bebés em todo o mundo não receberam as três doses recomendadas da vacina contra a difteria-tétano-tosse convulsa e a maioria destas crianças é originária de 10 países, incluindo o Chade, República Democrática do Congo, Etiópia, Nigéria e África do Sul. Para além disso, mais de 1,5 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade – a maior parte delas oriunda de países com baixos rendimentos – morrem vítimas de doenças que poderiam ser evitadas com as vacinas atualmente disponíveis(4).

“Na MSD, temos o prazer de apoiar a Semana Mundial da Imunização, que oferece uma oportunidade importante para fomentar o conhecimentos do impacto positivo da vacinação na saúde pública”, afirmou Soren Bo Christiansen, presidente, MSD, região da Europa de Leste, Médio Oriente e África. “A MSD orgulha-se do seu compromisso contínuo para com a prevenção destas doenças em todo o mundo. Mais que nunca, reconhecemos que o valor da vacinação ultrapassou a redução da mortalidade infantil e está a transformar-se num componente integrante do fornecimento de cuidados de saúde, da infância à 3ª idade, em todo o mundo. É nosso objetivo avançarmos com soluções inovadoras para disponibilizarmos vacinas, limitar o número de mortes potencialmente evitáveis e melhorar a qualidade de vida. Em África, a MSD procura uma abordagem sistemática e considerada para melhorar o acesso às vacinas através de quatro pilares chave: inovação, parcerias, preços e apoio com a implementação.”

Mais informação sobre a Semana Mundial da Imunização disponível em: http://www.who.int/campaigns/immunization-week/2013/en/index.html

Distributed by the African Press Organization on behalf of Merck Sharp & Dohme Corp., a subsidiary of Merck & Co., Inc.

Contacto para a comunicação social:

MSD, Alain Barry, +212 522 42 32 60, alain_barry@merck.com

MSD, Antonia Lang, +43 664 523 69 18, antonia_lang@merck.com

Acerca da MSD

Atualmente, a MSD (conhecida como Merck nos Estados Unidos e no Canadá) (http://www.merck.com) é líder de cuidados de saúde à escala global, que trabalha para o bem estar mundial. MSD é um nome comercial da Merck & Co., Inc., com sede em Whitehouse Station, N.J., E.U.A.. Através dos nossos medicamentos com receita, vacinas, terapêuticas biológicas e produtos de cuidados do consumidor e saúde animal, trabalhamos com os nossos clientes e operamos em mais de 140 países para oferecermos soluções de saúde inovadoras. Também demonstramos o nosso empenho para com o aumento do acesso a cuidados de saúde através de políticas alargadas, programas e parcerias. Para mais informação, visite www.merck.com.

Declaração Prospetória da MSD

Este comunicado de imprensa inclui “declarações prospetórias” no âmbito das disposições do quadro legal Porto Seguro (“Safe Harbor”) da lei Private Securities Litigation Reform de 1995 dos Estados Unidos. Tais declarações poderão incluir, sem limitação, declarações acerca dos benefícios da fusão entre a MSD e a Schering-Plough, incluindo futuros resultados financeiros e operacionais, os planos da empresa combinada, objetivos, expetativas e intenções e outras declarações que não constituam factos históricos. Tais declarações baseiam-se nas opiniões e expetativas atuais da administração da MSD e estão sujeitas a riscos e incertezas significativos. Os resultados reais poderão diferir dos resultados definidos nas declarações prospetórias.

Os fatores que se seguem, entre outros, poderão fazer com que os resultados reais sejam diferentes dos resultados definidos nas declarações prospetórias: a possibilidade das sinergias previstas da fusão da MSD com a Schering-Plough não se realizarem ou não se realizarem dentro do prazo previsto; o impacto da regulação da indústria farmacêutica e legislação sobre os cuidados de saúde; o risco de que os negócios não sejam integrados com sucesso; perturbação da fusão tornando difícil manter os negócios e relações operacionais; capacidade da MSD para prever com precisão das condições do mercado futuras; dependência da eficácia das patentes da Merck e de outras proteções para produtos inovadores; o risco de regulamentos novos e alterados e políticas de saúde nos Estados Unidos e internacionalmente e a exposição a ações litigiosas e/ou regulamentares.

A MSD não assume qualquer obrigação de atualizar publicamente qualquer declaração prospetória, em virtude de nova informação, eventos futuros ou outros. Os fatores adicionais que poderão fazer com que os resultados sejam materialmente diferentes dos descritos nas declarações prospetórias podem ser encontrados no Relatório Anual de 2010 da MSD, no Formulário 10-K e em outros processos da empresa junto da Securities and Exchange Commission (SEC) disponíveis na página da Internet da SEC (www.sec.gov).

Bibliografia

1. Organização Mundial de Saúde, UNICEF, Banco Mundial. State of the world’s vaccines and immunization. 3rd edition. Genebra 2009.

2. Organização Mundial de Saúde. Immunization. Disponível em: http://www.who.int/gho/immunization/en/index.html – Accessed February 2013

3. Arbyn M, et al. “Worldwide burden of cervical cancer in 2008.” Annals of Oncology 2011; 22(12):2675–2686.

4. Organização Mundial de Saúde, UNICEF, Dados de Imunização Global. Outubro de 2012

SOURCE

Merck Sharp & Dohme Corp., a subsidiary of Merck & Co., Inc.


Categories

%d bloggers like this: