Posted by: APO | 11 October 2012

No Dia Mundial da Visão, a MSD e os seus Parceiros assinalam os 25 anos de uma colaboração de sucesso Para ajudar a erradicar a Oncocercose (Cegueira dos rios)


No Dia Mundial da Visão, a MSD e os seus Parceiros assinalam os 25 anos de uma colaboração de sucesso Para ajudar a erradicar a Oncocercose (Cegueira dos rios)

Os esforços da parceria resultaram na interrupção da transmissão da doença em nove regiões de cinco países de África

LONDRES, REINO UNIDO, 11 de Outubro de 2012/African Press Organization (APO)/

•    A Organização Mundial de Saúde felicita o Programa de Donativos MECTIZAN® pelo seu contributo para a quase erradicação da Oncocercose (Cegueira dos rios) do Hemisfério Ocidental

•    Os esforços da parceria resultaram na interrupção da transmissão da doença em quatro dos seis países endémicos na América Latina e em nove regiões de cinco países de África

•    A MSD doou mais de um bilião de tratamentos a cerca de 117.000 comunidades em África, América Latina e Iémen

•    O programa de donativos de maior duração do seu tipo visa fazer face à principal causa de uma cegueira que pode ser evitada

No dia de hoje, o Dia Mundial da Visão, 25 anos após a MSD (conhecida como Merck nos EUA e no Canadá) (http://www.msd.com) ter dado início ao Programa de Donativos MECTIZAN® (MDP), a empresa celebra com os seus parceiros os importantes progressos na eliminação da Oncocercose (Cegueira dos rios), uma das principais causas de cegueira que pode ser evitada em todo o mundo. Em Outubro de 1987, a MSD tomou a decisão de doar o medicamento MECTIZAN (ivermectina) para o tratamento da Oncocercose (Cegueira dos rios) – nas quantidades necessárias, durante o tempo necessário – para erradicar a doença da lista de problemas de saúde pública. Em 1998, a Merck expandiu o MDP para incluir a eliminação da filariose linfática (FL), em países africanos e no Iémen, nos quais esta doença coexiste com a Oncocercose (Cegueira dos rios). Os líderes mundiais reuniram-se para discutir o papel do MDP no estabelecimento de uma plataforma para o controlo da doença num evento histórico com o título: Eliminação de doenças no século XXI

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/merck-sharp–dohme-corp.a-subsidiary-of-merck–co.inc..jpg

A Directora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Dra. Margaret Chan afirmou, “Vinte e cinco anos após o donativo do MECTIZAN através do Programa de Donativos MECTIZAN, estamos mais perto de erradicar a Oncocercose (Cegueira dos rios) do Hemisfério Ocidental. Este extraordinário sucesso também é considerado possível em países de África nos quais apenas ambicionávamos controlar a doença. Graças a este donativo e ao compromisso de países endémicos, ONG, agências das NU e à comunidade doadora, podemos agora visionar um mundo livre deste tipo de cegueira e doença desfiguradora da pele.”

O MDP é o programa de donativos de medicamento, específico para uma doença, mais longo do seu tipo. Durante 25 anos, o MDP tem doado o MECTIZAN para o tratamento da Oncocercose (Cegueira dos rios). A doença é transmitida através da picada de uma mosca negra e pode originar prurido intenso, lesões permanentes na pele e nos olhos e, ao longo do tempo, cegueira. Mais de um bilião de tratamentos foram doados a mais de 117.000 comunidades de 28 países em África, seis países na América Latina e no Iémen. Até à data, a transmissão da doença foi interrompida – o que significa que não foram identificados novos casos – em quatro dos seus países afectados na América latina e em nove regiões em cinco países africanos.

“É maravilhoso perceber que o Programa de Donativos MECTIZAN mantém a sua robustez após 25 anos, fazendo a diferença no mundo à medida que se aproxima do cumprimento do seu objectivo há muito definido de erradicar a Oncocercose (Cegueira dos rios),” afirmou Kenneth C. Frazier, Presidente e CEO da MSD. “Estamos comovidos com o excelente trabalho da aliança de parceiros para proteger as gerações futuras de uma doença que representa implicações devastadoras para as pessoas, famílias, sistemas de cuidados de saúde e economias locais. O sucesso deste programa é a prova de que através do trabalho conjunto podemos fazer face com sucesso aos problemas de saúde mais prementes do mundo – mesmo em regiões e em doenças que são muitas vezes negligenciadas.”

O MDP foi possível através de uma parceria público-privada única que inclui a OMS, o Banco Mundial, a Task Force for Global Health, o Programa Africano para o Controlo da Oncocercose (APOC) e o Programa de Eliminação da Oncocercose para as Américas (OEPA), assim como ministérios da saúde, organizações não governamentais de desenvolvimento e comunidades locais em países endémicos.

Até á data, a MSD já doou 5,1 biliões de dólares em comprimidos MECTIZAN e investiu cerca de 45 milhões de dólares em apoio financeiro directo ao MDP.

De acordo com o ex-presidente dos EUA, Jimmy Carter, “Vinte e cinco anos após o donativo sem precedentes MSD do MECTIZAN, foram feitos processos significativos para reduzir o sofrimento causado pela Oncocercose (Cegueira dos rios). Em África, onde outrora se pensava que apenas seria possível controlar a doença, estão a ser feitos esforços para erradicar por completo a doença de uma série de países. E no Hemisfério Ocidental, o Carter Center e os seus parceiros estão perto de conseguir erradicar a Oncocercose (Cegueira dos rios). Graças à MSD, ao compromisso das comunidades endémicas e a parcerias robustas, podemos agora visionar um mundo que um dia poderá estar livre da Oncocercose (Cegueira dos rios).”

Distributed by the African Press Organization on behalf of Merck Sharp & Dohme Corp., a subsidiary of Merck & Co., Inc.

Acerca do Programa de Donativos MECTIZAN

Em 1978, o cientista da MSD Dr. William Campbell sugeriu que o medicamento MECTIZAN, descoberto nos laboratórios da MSD, poderia ser útil no combate à Oncocercose (Cegueira dos rios) nos humanos. Foram efectuados ensaios clínicos e, em Outubro de 1987, a MSD anunciou que iria doar o MECTIZAN para o tratamento da Oncocercose (Cegueira dos rios) a todos os que dele necessitassem, durante o tempo necessário, para erradicar a doença da lista de problemas de saúde pública. Em 1998, a Merck expandiu o seu compromisso para incluir donativos para o tratamento da filariose linfática (FL), em países africanos e no Iémen, nos quais esta doença coexiste com a Oncocercose (Cegueira dos rios).

Desde 1998, foram aprovados mais de 665 milhões para o tratamento da filariose linfática. O programa desenvolveu um modelo de parceria única que estabeleceu padrões de cooperação entre o sector privado e organizações públicas e que influenciou o desenvolvimento de um conjunto de outras iniciativas de doação de medicamentos do sector público-privado.

Acerca do Programa de Donativos MECTIZAN em África

Em África, os esforços dos parceiros resultaram na interrupção(1) da transmissão da doença em regiões de cinco países. Em 2009, a OMS publicou um estudo que apresentava as primeiras evidências de que a eliminação da Oncocercose (Cegueira dos rios) seria possível em África.(2) Em 2012, várias áreas do Uganda anunciaram a eliminação da transmissão da Oncocercose (Cegueira dos rios).3 Adicionalmente, as evidências mostram que a eliminação da Oncocercose (Cegueira dos rios) na Nigéria é possível e, na realidade, a doença pode estar já erradicada no Estado de Kaduna.(4) A transmissão também foi interrompida em várias áreas endémicas do Senegal, Mali e Sudão.(5), (6)

Acerca da MSD

A MSD de hoje em dia (conhecida como Merck nos EUA e no Canadá) (http://www.msd.com) é um líder de cuidados de saúde globais que trabalha para tornar o mundo um lugar melhor. MSD é o nome comercial da Merck & Co., Inc., com sede em Whitehouse Station, N.J., EUA. Através dos nossos medicamentos de prescrição, vacinas, terapias biológicas e produtos de cuidados do consumidor e de saúde animal, trabalhamos com cliente e operamos em mais de 140 países para oferecer soluções de saúde inovadoras. Também demonstramos o nosso compromisso para aumentar o acesso a cuidados de saúde através de políticas, programas e parcerias de longo alcance.

1 Destaques Anuais do MDP 2011

2 Diawara, L. et al “Feasibility of Onchocerciasis Elimination with Ivermectin Treatment in Endemic Foci in Africa: First Evidence from Studies in Mali and Senegal,” PLOS Neglected Tropical Diseases no. 3, vol. 7, Jul 2009, pp. 1-15, p. 1.

3 “Uganda’s Success Against River Blindness: An Inspiration for Africa and an International

Challenge,” The Carter Center, (http://www.cartercenter.org/news/pr/uganda-rb-022312.html – acedido em 3/26/12).

4 Tekle, A. H. et al, “Impact of long-term treatment of onchocerciasis with ivermectin in Kaduna State, Nigeria: first evidence of the potential for elimination in the operational area of the African Programme for Onchocerciasis Control,” Parasites & Vectors, vol. 5, 2012, (http://www.parasitesandvectors.com/content/5/1/28/abstract – acedido em 3/26/12).

5 Diawara et al. (2009) Feasibility of Onchocerciasis Elimination with Ivermectin Treatment in Endemic Foci in

Africa: First Evidence from Studies in Mali and Senegal. PLoS Negl Trop Dis 3(7): página 8.

6 República do Sudão. Ministro Federal da Saúde. Comunicado de imprensa. Maio de 2012. “O Ministro Federal da Saúde declara

a interrupção da transmissão da Oncocercose (Cegueira dos rios) no foco de Abu Hamad, Estado do Rio Nilo.” Página 4.

SOURCE

Merck & Co., Inc.


Categories

%d bloggers like this: