Posted by: APO | 2 July 2013

Aggreko expande projeto de central elétrica na Costa do Marfim para 200 MW


Aggreko expande projeto de central elétrica na Costa do Marfim para 200 MW

DAKAR, Sénégal, July 2, 2013/African Press Organization (APO)/ A Aggreko (http://www.aggreko.com), líder mundial no fornecimento de energia temporária e serviços de controlo de temperatura, anunciou a expansão do seu projeto de produção de energia na Costa do Marfim com o acrescento de 100 MW de capacidade de produção, o que resulta num total combinado para o projeto de 200 MW. A extensão da central elétrica foi oficialmente inaugurada pelo Primeiro Ministro da Costa do Marfim, Sua Excelência Daniel Kablan Duncan, durante uma cerimónia realizada a 1 de julho no local do projeto na capital Abidjan.

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/aggreko.jpg

Também marcou presença no evento o ministro britânico para África, Sua Excelência Mark Simmonds e o Ministro de Minas e Energia da Costa do Marfim, Sua Excelência Adama Toungara. Também esteve presente a administração sénior da CI-Energies e da Aggreko.

A central da Aggreko na zona Vridi de Abidjan está em funcionamento desde 2010, aquando da instalação dos primeiros 70 MW. Este valor foi posteriormente aumentado com mais 30 MW em 2011. Com o crescimento da economia e um aumento do PIB de cerca de 8,5%, a procura de energia regista uma subida constante nos últimos anos. Os 200 MW do projeto da Aggreko injetam uma capacidade vital na rede local, ajudando a manter o funcionamento das infraestruturas e serviços essenciais, ao mesmo tempo que garantem o fornecimento de energia elétrica às empresas e aos utilizadores domésticos.

“É com enorme prazer que adicionamos mais 100 MW à rede nacional como parte do nosso programa de reforço da infraestrutura energética no país”, comentou Amidou Traore, diretor-geral da CI-Energies. “Os 200 MW fornecidos pela central da Aggreko formam um componente importante da geração de energia e ajudam-nos a fornecer os nossos clientes ao mesmo tempo que desenvolvemos os nossos programas de infraestruturas de longo prazo.”

As economias africanas estão a crescer a um ritmo fenomenal que resulta do esforço aumentado nas infraestruturas de geração de energia, transmissão e distribuição. Acrescentado energia temporária de controlo rápido e em grande escala, os países podem continuar a fornecer a energia necessária para suportar o crescimento económico enquanto os governos e os operadores nacionais trabalham para tornar operacional a nova capacidade de geração elétrica.

“O nosso projeto na Costa do Marfim é um excelente exemplo do valor que a Aggreko deposita nos seus clientes africanos”, comentou Christophe Jacquin, Diretor executivo, Aggreko Norte de África e África Ocidental. “Apoiamos os nossos clientes através da disponibilização de uma capacidade de geração de energia significativa em prazos muito reduzidos e sem qualquer investimento de capital. As nossas soluções resolvem os cortes na capacidade de geração de energia para permitir que os nossos clientes continuem a fornecer enquanto resolvem as lacunas no fornecimento de energia elétrica.

Distributed by the African Press Organization on behalf of Aggreko plc.

NOTAS DO EDITOR

A Aggreko plc (http://www.aggreko.com) é líder mundial no fornecimento de soluções temporárias de energia elétrica e controlo de temperatura. A Aggreko emprega mais de 5.700 colaboradores em 194 localizações. Em 2012, servimos clientes em mais de 100 países e tivemos receitas de aproximadamente 1,6 mil milhões de libras (2,5 mil milhões de dólares norte-americanos ou 2,0 mil milhões de Euros). A Aggreko plc está cotada na Bolsa de Valores de Londres (London Stock Exchange) (AGK.L) e é membro do índice FTSE-100, estando sediada na Escócia. Para mais informações, por favor, visite a página da empresa em www.aggreko.com

A Aggreko fornece soluções de energia e controlo de temperatura a clientes que precisem das mesmas muito rapidamente ou durante um período de tempo curto ou indeterminado. Como exemplo podemos indicar o fornecimento de energia a instalações industriais que necessitem de contratar o seu fornecimento de energia permanente, o fornecimento de uma cidade completa em alturas de falhas de energia ou fornecer sistemas energéticos e de arrefecimento a um grande evento desportivo. Servimos os nossos clientes através dos nossos 194 centros de serviços, os quais são designados de negócio local ou globalmente através do nosso negócio de Projetos Energéticos.

No negócio local, que representa cerca de metade das nossas receitas, alugamos o nosso equipamento aos clientes, que posteriormente o operam de forma independente, apesar de mantermos a responsabilidade pela assistência técnica e manutenção. No negócio de Projetos Energéticos, que também representa cerca de metade das nossas receitas, operamos como produtor de energia. Instalamos e operamos as centrais elétricas http://www.aggreko.com/interim-power-plants) e cobramos aos nossos clientes o fornecimento da capacidade de geração e a eletricidade que produzimos. Concebemos e fabricamos equipamento especificamente para estes requisitos na nossa fábrica em Dumbarton, na Escócia.

Entre os nossos recentes clientes estiveram os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Londres 2012 (http://www.aggreko.com/media-centre/press-releases/aggreko-supports-a-powerful-london-2012/), os Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver 2010 (http://www.aggreko.com/events/the-olympics/vancouver-2010) e as empresas de energia elétrica em mais de 50 países, incluindo o Reino Unido, França, Angola, Quénia, Indonésia, Bangladesh, Venezuela, Chile, Brasil e EUA.

Em 2012, fornecemos quase 45.000 concessões de clientes e 70% dos que responderam ao nosso inquérito deram-nos uma recomendação de 9 ou 10 num máximo de 10.

Para mais informações, por favor, visite o nosso website local em: http://www.africa.aggreko.com

PARA QUAISQUER DÚVIDAS, CONTACTAR:

Nicholas van Santen

Gestor de RP e Comunicações

Aggreko EMEA

Tel.: +971 56 682 5978

E-mail: nicholas.vansanten@aggreko.ae

SOURCE

Aggreko plc


Categories

%d bloggers like this: