Posted by: APO | 10 May 2013

A GSK e a Save the Children formam uma parceria exclusiva para salvar as vidas de um milhão de crianças.


A GSK e a Save the Children formam uma parceria exclusiva para salvar as vidas de um milhão de crianças.

A parceria irá implementar dois programas representativos na África subsaariana

LONDON, United-Kingdom, May 10, 2013/African Press Organization (APO)/

-          Trabalhando em conjunto para acelerar a disponibilidade de dois medicamentos infantis e criando um conselho conjunto de I&D para lidar com as causas de morte de recém-nascidos e crianças pequenas

-          A parceria irá implementar dois programas representativos na África subsaariana – na República Democrática do Congo e no Quénia.

A GSK (http://www.gsk.com) e a Save the Children lançaram uma nova e ambiciosa parceria para salvar as vidas de um milhão das crianças mais pobres do mundo. Esta colaboração única unirá as duas organizações de uma forma muito diferente, permitindo a partilha de conhecimentos especializados, recursos, alcance e influência, para lidar com algumas das principais causas de mortalidade infantil.

Logo GSK and Save the Children: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/gsk-stc.jpg

Download the infographic: http://www.apo-mail.org/GSK_STC_InteractiveV15.pdf

Entre as principais iniciativas estão a transformação de um antisséptico usado em colutórios num produto capaz de salvar as vidas dos recém-nascidos e o lançamento no mercado de um antibiótico na forma de pó e em doses adequadas para crianças, para ajudar a lutar contra a pneumonia – uma das principais causas de morte de crianças com menos de cinco anos.

Pela primeira vez, a Save the Children ajudará a GSK a investigar e a desenvolver medicamentos para crianças, tendo um assento no novo conselho de I&D pediátrico para acelerar o progresso de intervenções inovadoras, e capazes de salvar vidas, para crianças com menos de cinco anos, e para identificar formas de assegurar o acesso mais amplo possível no mundo em desenvolvimento. A GSK poderá otimizar os conhecimentos especializados em saúde infantil e a experiência no terreno da Save the Children para fornecer cuidados básicos de saúde às crianças das comunidades mais remotas e marginalizadas.

A parceria entre a GSK e a Save the Children também se concentrará na ampliação da cobertura de vacinação às crianças mais pobres, aumentando o investimento em profissionais de saúde, bem como no desenvolvimento de um produto nutricional de baixo custo para ajudar a combater a subnutrição infantil.

Os dois programas representativos serão implementados inicialmente na República Democrática do Congo e no Quénia. Estes programas serão monitorizados de perto e os dados recolhidos à escala sobre como salvar as vidas das crianças serão usados para replicar programas em outros países da África subsaariana, Ásia e América Latina.

Embora tenham sido feitos progressos nos últimos anos, quase sete milhões de crianças morreram em 2011 devido à falta de acesso a cuidados básicos de saúde, vacinas ou alimentos nutritivos. Através destas e de outras iniciativas, a parceria visa ajudar a salvar as vidas de um milhão de crianças nos próximos cinco anos.

Justin Forsyth, o diretor executivo da Save the Children afirmou: “Esta parceria inovadora coloca ambas as organizações a trabalhar de forma genuinamente nova para salvar as vidas de um milhão de crianças. No passado, a Save the Children talvez não tivesse iniciado uma colaboração com uma empresa farmacêutica como a GSK. Mas acreditamos que podemos obter enormes vantagens para as crianças, se aproveitarmos o poder da inovação, da investigação e do alcance global da GSK.”

Sir Andrew Witty, diretor executivo da GSK, afirmou: “Uma parceria desta natureza dá-nos a oportunidade de fazer algo espantoso – salvar as vidas de um milhão de crianças e transformar as vidas de muitos outros milhões. Na GSK somos motivados pelo desenvolvimento de medicamentos inovadores que salvam vidas, fazendo-os chegar às pessoas que deles precisam. Ao unir forças com a Save the Children, podemos amplificar esses esforços para criar uma nova energia de mudança e impedir que crianças morram de doenças evitáveis. Espero que esta parceria inspire os funcionários da GSK e crie um novo padrão para a forma como as empresas e as ONGs podem trabalhar em conjunto visando um objetivo comum.”

As principais características da parceria são:

•          Reformular o antisséptico clorexidina – presente no colutório Corsodyl da GSK – para limpar o coto umbilical do recém-nascido e evitar infeções graves, uma das causas principais de morte de recém-nascidos nos países pobres.  Estudos feitos no sul da Ásia sugerem que esta simples intervenção poderia evitar pelo menos 1 em cada 6 mortes de recém-nascidos em ambientes de baixos recursos.

•          Procurar o registo rápido e o lançamento no mercado de um antibiótico para crianças, usado para tratar a pneumonia – que atualmente mata 1,4 milhões de crianças com menos de cinco anos em países com uma elevada incidência da doença.  Este medicamento será desenvolvido em embalagens com doses adequadas para bebés e crianças pequenas.  A GSK também colaborará com a Save the Children para explorar a reformulação de uma versão alternativa, adequada para crianças, em locais onde o acesso à água e ao leite não é fácil.

•          Procurar ampliar a cobertura de vacinação às comunidades mais difíceis de alcançar: por exemplo, através de um maior uso de soluções de tecnologia móvel, envio de mensagens SMS para lembrar os pais de obter serviços de vacinação e fornecer às instituições de cuidados de saúde e aos respetivos funcionários smartphones que lhes permitam registar e agendar as vacinações.

•          Investigar um novo produto nutricional acessível que combata o flagelo da subnutrição – a causa subjacente de uma em cada três mortes de crianças com menos de cinco anos.   A equipa do projeto conjunto GSK-Save the Children no Quénia está a investigar o desenvolvimento de um produto nutricional de baixo custo para as famílias mais pobres.

•          Investir nos profissionais de saúde nas comunidades mais pobres, fomentando uma colaboração já existente entre a GSK e a Save the Children para ajudar a resolver a escassez estimada de pelo menos 3,5 milhões de profissionais formados na área da saúde, que possam ministrar vacinas e medicamentos essenciais a bebés e crianças pequenas, fornecer conselhos sobre saúde e tratar a subnutrição.

•          Desenvolver programas representativos nacionais, inicialmente na República Democrática do Congo (RDC) e no Quénia, para incluir estas intervenções, que serão monitorizadas de perto e avaliadas para determinar de que forma a parceria está a salvar vidas antes da expansão e replicação dos programas em outros países em desenvolvimento.

•          Desenvolver um anteprojeto sobre como as empresas podem obter melhores resultados sociais ao envolverem-se em assuntos de desenvolvimento e saúde e ao realizarem esforços conjuntos de defesa para garantir que a saúde e o bem-estar das crianças estejam no centro das atenções nas discussões globais de políticas de saúde.

•          Inspirar e envolver os colaboradores da GSK, a nível mundial, para ajudar a aumentar a consciencialização através do voluntariado e da angariação de fundos, com a ambição de incentivar os funcionários a angariar 1 milhão de libras por ano, a que a GSK corresponderá com igual montante. Através deste e de outros donativos beneficentes para a Save the Children, a GSK comprometeu-se a doar, pelo menos, 15 milhões de libras enquanto durar a parceria. Outras contribuições serão feitas através de programas específicos de desenvolvimento e investigação.

A Save the Children e a GSK trabalham juntas há oito anos em diversos projetos de saúde pública, incluindo a iniciativa da GSK de reinvestir 20% dos lucros obtidos em programas comunitários em países menos desenvolvidos para fortalecer a infraestrutura de cuidados de saúde, principalmente através da formação dos profissionais de saúde das comunidades.

Distributed by the African Press Organization on behalf of GlaxoSmithKline (GSK).

A GlaxoSmithKline (http://www.gsk.com) – uma das principais empresas farmacêuticas e de cuidados de saúde a nível mundial dedicadas à investigação – está empenhada em melhorar a qualidade de vida humana, permitindo que as pessoas façam mais, que se sintam melhor e vivam mais tempo.   Para mais informações, consulte http://www.gsk.com

Save the Children – A Save the Children trabalha em mais de 120 países e ajuda a salvar vidas de crianças, luta pelos seus direitos e ajuda-as a alcançarem todo o seu potencial. Para mais informação, visite http://www.savethechildren.org.uk

Multimedia content: http://storycentral.savethechildren.org.uk/pages/search.php?search=%21collection17670&k=acc0eb0b72

Consultas GlaxoSmithKline:

Para quaisquer dúvidas para os meios de comunicação social no Reino Unido:

David Mawdsley        +44 (0) 20 8047 5502 (Londres)

David Daley   +44 (0) 20 8047 5502 (Londres)

Catherine Hartley      +44 (0) 20 8047 5502 (Londres)

Sarah Hornby +44 (0) 20 8047 5502 (Londres)

Para quaisquer dúvidas para os meios de comunicação social nos EUA:

Stephen Rea  +1 215 751 4394          (Filadélfia)

Melinda Stubbee        +1 919 483 2510        (Carolina do Norte)

Mary Anne Rhyne      +1 919 483 0492        (Carolina do Norte)

Para quaisquer dúvidas para analistas/investidores:

Ziba Shamsi   + 44 (0) 20 8047 3289 (Londres)

Lucy Budd      +44 (0) 20 8047 2248 (Londres)

Tom Curry      + 1 215 751 5419       (Filadélfia)

Gary Davies   + 44 (0) 20 8047 5503           (Londres)

James Dodwell           + 44 (0) 20 8047 2406           (Londres)

Jeff McLaughlin        + 1 215 751 7002       (Filadélfia)

Para quaisquer dúvidas sobre a Save the Children:

Para quaisquer dúvidas para os meios de comunicação social:

Jo Campbell   +44 (0) 20 7012 6841 (Londres)

j.campbell@savethechildren.org.uk

Emily Sharman          +44 (0) 20 7012 6841 (Londres)

e.sharman@savethechildren.org.uk

Declaração de aviso relativa a declarações prospetivas

A GSK adverte os investidores de que as declarações prospetivas ou projeções feitas pela GSK, incluindo aquelas feitas neste comunicado, estão sujeitas a riscos e incertezas que poderão fazer com que os resultados efetivos divirjam substancialmente dos resultados projetados. Os fatores que podem afetar as operações da GSK estão descritos no número 3.D, intitulado «Fatores de risco», no formulário 20-F do Relatório Anual de 2012 da empresa.

Registo em Inglaterra e no País de Gales:

N.º 3888792

Sede social:

980 Great West Road

Brentford, Middlesex

TW8 9GS

SOURCE

GlaxoSmithKline (GSK)


Categories

%d bloggers like this: