Posted by: APO | 14 March 2013

CEO da DHL Global otimista em relação ao potencial de África


CEO da DHL Global otimista em relação ao potencial de África

LIVINGSTONE, Zâmbia, March 14, 2013/African Press Organization (APO)/

•    A DHL Express registou um EBIT de 1,11 mil milhões de euros em 2012

•    A concessão de infraestruturas é a principal área de interesse para que África se torne globalmente competitiva

“África é o último bastião para as empresas mundiais e, nos próximos anos, irá dar provas do seu potencial como continente estável e lucrativo para o comércio internacional.” Estas são as palavras de Ken Allen, Presidente Executivo da DHL Express (http://www.dhl.com), o fornecedor de logística e serviços expresso a nível global.

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/dhl_logo2.jpg

Photo Ken Allen, CEO of DHL: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/photos/ken-allen.jpg

Ken Allen está na África Subsariana para visitar países como a Zâmbia, Quénia, Etiópia e África do Sul, à medida que o operador continua a expandir-se no continente e a aumentar a sua já vasta influência nas zonas rurais remotas. Também irá participar na comemoração interna dos funcionários da DHL em Livingstone, Zâmbia, que consagra as “estrelas” da empresa em mais de 60 países.

A visita de Ken Allen vem no seguimento do anúncio da Deutsche Post DHL, de 5 de março, que a divisão da DHL Express contribuiu com 1,11 mil milhões de euros para o EBIT em 2012, uma melhoria de 21% em relação a 2011. Allen também está otimista sobre o comércio em África e ansioso por utilizar esta abordagem comercial global com provas dadas para continuar a aumentar a influência da DHL no continente, estimulando o comércio e ligando os mercados com o objetivo de aumentar a competitividade global do continente.

“Fala-se muito sobre o potencial da África e, apesar de atualmente só contribuir com 3% para o PIB global, continua a ser o continente que regista o crescimento mais rápido. Identificámos indicadores económicos positivos em países da África Subsariana, designadamente a Nigéria, Costa do Marfim, Gana, Quénia, Moçambique e Uganda, e julgo que iremos continuar a ver África a melhorar a sua posição no palco dos negócios internacionais.”

Afirma ainda: “O principal desafio de África e, principalmente para nós como operadores de logística, é melhorar as infraestruturas – quer estejamos a falar de infraestruturas rodoviárias ou da capacidade aérea. As condições atuais das estradas são responsáveis por aproximadamente 40% dos custos de transporte em países costeiros e 60% em países sem litoral e sabemos que os custos de transporte podem chegar a constituir 50 a 75% do preço de venda a retalho dos bens em países como o Malawi, Ruanda e Uganda. Atualmente, estamos a transportar mais de 80% das nossas mercadorias por via aérea, que consegue ser entre 3 a 9 vezes mais cara do que a via rodoviária ou ferroviária. Para África se tornar competitiva, esta situação precisa de ser revista urgentemente, incidindo fortemente no desenvolvimento da infraestrutura de transportes.”

E o principal objetivo de Ken Allen para os próximos anos? “Continuar a motivar e a envolver os nossos colaboradores, quer em África, que no estrangeiro.” A cultura da DHL Express foi reformada e remodelada pelo compromisso e envolvimento dos colaboradores e o volume de negócios da empresa é prova disso mesmo. Colocar o capital humano no centro da empresa não só gera um serviço excelente, como também clientes fiéis e lucros comerciais inigualáveis.”

Distributed by the African Press Organization on behalf of Deutsche Post DHL.

Contactos:

Lee Nelson. Chefia: Publicidade e relações públicas, África Subsariana

DHL Express

Telefone +27 21 409 3600 Telemóvel +27 72 361 0178

lee.nelson@dhl.com

Acerca da DHL:

A DHL (http://www.dhl.com) é o líder global no sector de logística e a “Empresa de logística para o mundo”. A DHL emprega os seus conhecimentos especializados na área de serviços internacionais expresso realizando o transporte por via aérea, marítima e terrestre (estrada e caminhos de ferro), disponibilizando serviços de logística e correio internacional aos seus clientes. Uma rede global composta por mais de 220 países e territórios e cerca de 275.000 empregados em todo o mundo oferece aos clientes uma qualidade de serviço de nível superior e conhecimento local para satisfazer os requisitos da cadeia de fornecimento. A DHL aceita a sua responsabilidade social apoiando a protecção do ambiente, gestão de catástrofes e educação.

SOURCE

Deutsche Post DHL


Categories

%d bloggers like this: