Posted by: APO | 6 February 2013

A Microsoft Apresenta a Iniciativa 4Afrika para Ajudar a Melhorar a Competitividade do Continente à Escala Mundial


A Microsoft Apresenta a Iniciativa 4Afrika para Ajudar a Melhorar a Competitividade do Continente à Escala Mundial

Estes esforços centram-se na aceleração da adopção de dispositivos inteligentes, na capacitação de pequenas e médias empresas e no desenvolvimento de competências com vista a motivar a inovação africana dirigida ao Continente e ao mundo

REDMOND, WA, February 6, 2013/African Press Organization (APO)/ A Microsoft Corporation (http://www.microsoft.com) apresentou hoje a Iniciativa 4Afrika da Microsoft, um novo esforço através do qual a empresa se empenhará activamente no desenvolvimento económico de África com o objectivo de melhorar a sua competitividade à escala mundial. Até 2016, a Iniciativa 4Afrika da Microsoft conta ajudar a colocar dezenas de milhões de dispositivos inteligentes na mão de jovens africanos, e ainda colocar em linha um milhão de pequenas e médias empresas (PME) africanas, actualizar as competências de 100.000 membros da mão-de-obra africana existente e ajudar outros 100.000 recém-licenciados, 75 por cento dos quais a Microsoft vai ajudar a integrar no circuito do trabalho, a desenvolver competências para a sua empregabilidade. (Para conteúdos de vídeo baseados na Web em Português, com ou sem comentários do repórter, clique aqui 5 http://microsoft4afrika.com/portuguese/). Estes conteúdos também estão disponíveis em Inglês(http://microsoft4afrika.com/english/), Francês (http://microsoft4afrika.com/french) e Árabe (http://microsoft4afrika.com/arabic/)

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/microsoft.jpg

“O mundo reconheceu o futuro promissor de África e a Microsoft deseja investir nesse futuro. Queremos capacitar os jovens, empresários, programadores e líderes empresariais e cívicos africanos a transformarem grandes ideias em realidade, uma realidade que possa ajudar as suas comunidades, os seus países, o Continente africano, e o mundo em geral,” disse Fernando de Sousa, Director-Geral da Iniciativa 4Afrika da Microsoft. “A Iniciativa 4Afrika da Microsoft assenta na dupla convicção que a tecnologia pode acelerar o crescimento de África e que África pode igualmente acelerar a tecnologia para o mundo.”

Como primeiro passo importante em direcção ao aumento da adopção de dispositivos inteligentes, a Microsoft e a Huawei introduzem agora o Huawei 4Afrika – uma funcionalidade integral do Windows Phone 8 que será pré-carregado com aplicações cuidadosamente escolhidas concebidas para África. Inicialmente, este telefone estará disponível em Angola, Egipto, Costa do Marfim, Quénia, Marrocos, Nigéria e África do Sul no fim do mês. O telefone Huawei 4Afrika, o primeiro de uma série de dispositivos inteligentes concebidos no contexto da Iniciativa “4Afrika” (um jogo de palavras que significa “Para África”), será dirigido a alunos universitários, programadores e utilizadores estreantes de smartphones de modo a garantir que tenham acesso a tecnologias de ponta a preços acessíveis e a permitir que estejam conectados, colaborem, e tenham acesso a mercados e oportunidades em linha. (Ver comunicado (http://www.huawei.com/en/about-huawei/newsroom/press-release/index.htm) e blog (http://blogs.windows.com/windows_phone/b/windowsphone/archive/2013/02/04/huawei-unveils-a-new-windows-phone-for-africa.aspx) associados).

A fim de melhorar o acesso a tecnologia, a Microsoft anunciou igualmente a implementação de um projecto-piloto com o Ministério da Informação e Comunicações do Quénia e om a Indigo Telecom Ltd., prestador de serviços de Internet queniano, o qual visa oferecer banda larga sem fios de alta velocidade e a baixo custo e criar novas oportunidades a nível de comércio, educação, serviços de saúde e prestação de serviços governamentais em todo o Quénia. Tal implementação é designada de “Mawingu,” palavra kisuaíli para nuvem. Trata-se da primeira implementação de estações de base movidas a energia solar juntamente com espaços brancos de TV, uma tecnologia parcialmente criada pela Microsoft Research, com o objectivo de criar acesso à Internet de alta velocidade em zonas onde não há energia eléctrica. A Microsoft espera implementar projectos-piloto semelhantes na África Oriental e Austral nos próximos meses a fim de explorar mais a fundo a viabilidade comercial da tecnologia de espaços brancos. Estes projectos-piloto serão usados para encorajar outros países africanos a acelerar a adopção de legislação que permita que esta tecnologia de espaços brancos cumpra a promessa de acesso universal ao Continente Africano. (Ver comunicado (http://www.microsoft.com/en-us/news/Press/2013/Feb13/02-04WhitespacesPR.aspx), blog (http://blogs.technet.com/b/microsoft_on_the_issues/archive/2013/02/04/bringing-low-cost-off-the-grid-broadband-access-to-rural-kenya.aspx) e vídeo (http://www.microsoft.com/africa/4afrika/white_spaces_project.aspx) associados).

Para ajudar a capacitar as PME, a Microsoft anunciou a criação de um novo hub em linha através do qual as PME terão acesso gratuito a produtos e serviços relevantes da Microsoft e de outros parceiros. Este hub reunirá os serviços disponíveis que podem ajudá-las a expandir localmente, encontrar novas oportunidades de negócio fora da sua zona circundante imediata e ajudar a aumentar a sua competitividade global. Como “oferta de boas-vindas”, a Microsoft oferece registo gratuito de domínios durante um ano e ferramentas gratuitas para as PME elegíveis que estão interessadas em criar uma presença profissional na Internet. A abertura do hub está prevista para Abril, inicialmente na África do Sul e em Marrocos, expandindo-se para outros mercados africanos com o decorrer do tempo.

Para acelerar o desenvolvimento de capacidades e competências, a Microsoft estabeleceu a Afrika Academy, plataforma educacional que potencia ferramentas de aprendizagem tanto em linha como fora de linha, para ajudar os Africanos a desenvolverem competências técnicas e empresariais orientadas para o empreendedorismo e uma maior empregabilidade. A formação através da plataforma Afrika Academy será disponibilizada em Março sem encargos para os recém-licenciados, líderes governamentais e comunidade de parceiros da Microsoft. Uma das primeiras sessões de formação fora de linha será realizada com parceiros geridos pela Microsoft na Costa do Marfim nos próximos meses, centrando-se no desenvolvimento de capacidades na área de competências empresariais e técnicas para os nossos parceiros na África Ocidental francófona.

A Iniciativa 4Afrika da Microsoft estará intimamente ligada à rede da Microsoft com mais de 10.000 parceiros existentes em África hoje, uma rede que desenvolveu ao longo de 20 anos de investimento e actuação no Continente. A Iniciativa 4Afrika da Microsoft vai reforçar estas parcerias existentes e criar novas parcerias nos sectores público e privado com o intuito de ajudar a promover objectivos comuns e a criar mais-valias para os Africanos. Em conjunto com os nossos parceiros, a Microsoft lançou diversas outras intervenções em meses recentes como parte da Iniciativa 4Afrika da Microsoft, incluindo:

-    AppFactory (África do Sul (https://www.facebook.com/TheAppFactory?fref=ts) e Egipto): A Microsoft está a contratar 30 estudantes estagiários remunerados para trabalhar no AppFactory – centros onde o público pode apresentar pedidos de aplicações Windows relevantes para África (Windows 8 ou Windows Phone). Estes pedidos estão a ser avaliados em massa para se verificar a respectiva votação, e às ideias mais populares serão atribuídos recursos de desenvolvimento com vista a criar a aplicação e inseri-la no Windows Store. Já foram criadas 73 aplicações Windows e 39 aplicações Windows Phone pelas equipas do AppFactory e, quando estiverem a funcionar em toda a sua capacidade, as equipas pretendem contribuir cerca de 90 novas aplicações para o Windows Store por mês.

-    Formação dos utilizadores Nokia e Windows Phone (Quénia e Nigéria): A Microsoft criou acordos com com a Safaricom no Quénia e com a Bharti Airtel na Nigéria vista a acelerar a adopção local do Nokia Lumia 510 e do Nokia Lumia 620 Windows Phones. Nestes mercados, mais de 90 por cento dos telemóveis vendidos são aparelhos padrão, de modo que, através destes acordos, a Microsoft está a financiar a formação em loja de consumidores que compram estes modelos do Nokia Lumia sobre a forma como funciona o plano de dados e respectivos benefícios, para os ajudar a melhor compreender estes smartphones e, assim, torná-los mais apetecíveis para os clientes.

-    Portal referente ao empoderamento das mulheres (Norte de África): Este portal dirigido às mulheres norte-africanas será lançado em Março como extensão do MasrWorks (http://masrworks.com/Intro/Welcome.aspx), portal de competências na área das TI. Pretende capacitar jovens do sexo feminino a desempenharem um papel de liderança nas suas comunidades, a aumentarem as suas competências e auto-confiança e a introduzirem novos modelos para o auto-emprego. Irá oferecer formação em informática e ainda formação em competências sociais em tópicos que abrangem a liderança, auto-confiança e realização de entrevistas, assim como a mentoria necessária para construir uma carreira em tecnologia. Esta mentoria será proporcionada através de um relacionamento sustentado entre a Microsoft, os nossos parceiros, uma ONG local, e os beneficiários, de forma a apoiá-los na construção da sua carreira e a planear o seu papel na sociedade como mulheres líderes.

“Consideramos que nunca houve momento mais propício para investir em África e que o acesso à tecnologia – particularmente os serviços em nuvem e os dispositivos inteligentes – pode e deve servir como acelerador da competitividade africana,” disse Jean-Philippe Courtois, Presidente da Microsoft International. “O lançamento do Windows 8 e muitos outros produtos nos próximos meses representa uma Nova Era para a Microsoft Corporation, que acreditamos irá redefinir o sector da tecnologia a nível mundial. Estes investimentos adicionais sob a bandeira da 4Afrika ajudarão a definir a Nova Era da empresa em África.”

Realizam-se hoje eventos de lançamento simultâneos em cinco locais diferentes no Continente: Cairo, Egipto; Abidjan, Costa do Marfim; Lagos, Nigéria; Nairobi, Quénia; e Joanesburgo, África do Sul. Em todos estes locais, com excepção do Egipto, a Microsoft irá igualmente oferecer workshops separados destinados a programadores, durante as próximas semanas, para promover e acelerar o desenvolvimento de novas e inovadoras aplicações Windows para África, por Africanos.

Para obter mais informações, por favor consulte http://www.microsoft.com/4Afrika.

Distributed by the African Press Organization on behalf of Microsoft Corporation.

Nota para os meios de comunicação de transmissão: também criámos alguns materiais em vídeo, áudio e escritos (b-roll, guiões, pacotes totalmente novos) que ajudarão a transmitir esta história à vossa audiência. Actualmente temos materiais disponíveis em Inglês (http://microsoft4afrika.com/english/), Francês (http://microsoft4afrika.com/french/), Português (http://microsoft4afrika.com/portuguese/) e Árabe (http://microsoft4afrika.com/arabic/).

Fundada em 1975, a Microsoft (Nasdaq “MSFT”) é a líder mundial de software, serviços e soluções que ajudam as pessoas e as empresas a realizarem o seu pleno potencial.

Para informações adicionais, prima apenas:

Equipa de Resposta Rápida, Waggener Edstrom Worldwide, (503) 443-7070, rrt@waggeneredstrom.com

Nota aos editores: Para obter informações, notícias e perspectivas adicionais da Microsoft, por favor visite o Centro de Notícias da Microsoft em http://www.microsoft.com/news. As ligações web, números de telefone e títulos estavam correctos no momento da publicação, mas podem ter mudado. Para obter ajuda adicional, os jornalistas e analistas podem contactar com a Equipa de Resposta Rápida da Microsoft ou outros contactos adequados indicados em http://www.microsoft.com/news/contactpr.mspx.

SOURCE

Microsoft Corporation


Categories

%d bloggers like this: